quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Vai Ficar Tudo Bem



Heyyy!
Sim é com você mesmo que estou falando.
Vai ficar tudo bem, tá?
Eu sei que são dias difíceis, sei o quanto seu estômago chega a doer de nervoso, suas mãos suam frio e seu corpo as vezes esquenta de ansiedade.
As horas não passam e parece que tudo que tu faz exige um certo esforço.
Deitar e dormir está bem longe de ser algo fácil e tranquilo não é?
As noites se tornam mais curtas do que já são por conta de toda essa aflição que está aí dentro…

São tantas coisas!
Família.
Amigos e “amigos”.
Faculdade.
Trabalho. (Ou a falta de um)
O boleto que vence na semana que vem, aquele discurso que você ainda não decorou, o serviço que sua mãe te pediu e tu ainda não fez.
Aquela pessoa que partiu e ainda não foi esquecida.
A vontade de que tudo isso se resolva logo! O mais rápido possível! Num passe de mágica!
O desejo de sumir...Largar tudo... Talvez recomeçar... Quem sabe?

Mas eu sei que tua pior dor não é nenhuma dessas aí…
O grande dilema do teu íntimo é a luta diária que existe aí dentro…entre você e sua consciência.
Ela tem sido dura contigo né?
Te martiriza todos os dias, te fazendo muitas vezes duvidar de que uma hora as coisas tomam seu lugar, ela te diz que esse lance de ter paciência é uma mentira, que se não tiver um resultado bom imediatamente não vale nem a pena tentar ou insistir.

Eu não vou te dizer pra se acalmar, até porque isso só vai te deixar mais ansioso e angustiado, mas estou aqui pra te falar: VOCÊ NÃO ESTA SOZINHO!
Sabe como sei que todas essas sensações, dúvidas, medos e aflições estão aí?
Porque eu sou como você.

Não consigo me concentrar em apenas uma coisa nem por cinco segundos, minha cabeça não para de girar, estou em constante movimento até quando estou dormindo, acordo todas as manhãs com alguma cicatriz nova no meu corpo.
Sem falar dos sustos que tenho de madrugada, das palpitações no coração, dos fios de cabelo arrancados, das pelinhas ao redor das minhas unhas e dos ruídos frenéticos.
Assim como tu, também vivo cansada!
De cinco horas por noite, vou pra três por gastar duas delas só pensando na minha vida.

Não somos compreendidos não é mesmo?
“Frescura!”
“Dorme que passa!”
“Nossa que chato que você é viu!”
E mais um monte de frases que temos que aguentar o tempo todo, de pessoas que nem sequer procuram pelo menos respeitar o nosso espaço.
Deixa eu te dizer uma coisa: elas não respeitam porque não entendem!
E não entendem porque são egoístas!
Mas existem alguns poucos que se preocupam...E vamos encontrar eles algum dia e então alguém vai saber lidar com a gente ok?
Mas até lá, vamos nos manter fortes, vamos continuar lutando contra nossa consciência que teima em nos aprisionar.
Não vamos desistir de seguir em frente! Mesmo que tudo esteja desabando, nós vamos reeguer cada pedacinho de novo!