domingo, 19 de março de 2017

Falhando


20 anos.
O que você espera dos seus vinte anos?
Bom...Eu com minha imaginação fértil e como sempre andava sonhando acordada, no mínimo desejei ter pelo menos um emprego decente!
Acredito que isso seja oque todos queremos pelo menos não é?
Tem aquelas pessoas que conseguem, se você for uma delas, meus parabéns!!!!
Caso não seja - assim como eu - saiba que isso nem sempre é por falta de responsabilidade, esforço, determinação e etc. A vida é muito injusta, principalmente para pessoas sonhadoras. Ela nem sempre quer ver a gente com tudo oque planejamos ou lutamos pra ser um dia. Ela gosta de ensinar e mostrar tudo de forma piedosa.

Todos a minha volta estão no auge de seus sonhos e metas. Menos eu.
Veja bem minha situação: descobri que nem todos que eu achava que eram meus amigos de verdade, são meus amigos de verdade.
Os números que ja eram reduzidos - contava eles com apenas uma única mão - reduziram mais ainda.
Dos sobreviventes, adivinhem só?, Pelo menos 80℅ deles namoram!!
(Antes de mais nada, preciso dizer que não estou maldizendo, desmerecendo ou desejando que tudo pra eles acabem. Estou aqui apenas para lidar com os fatos.)
Voltando a minha explicação, desses amigos que “restaram”, a maioria deles também estudam (coisa que até três meses atrás eu também estava).
Ahhh mais um item pra essa lista: TODOS ELES TEM SEUS DEVIDOS EMPREGOS E PROFISSÕES.

Antes que você me ache uma maluca, mal amada, invejosa ou qualquer adjetivo ruim, eu só quero mostrar pra você a situação trágica que vivo.
Estou no meio de uma crise!
Essa é aquela fase que sinto bem lá no fundo e que todas as células do meu corpo também sentem, eu estou só! Me sinto só!
Sabe aquela sensação de estar sendo ultrapassada? Sensação de sonhos indo pro espaço? Não vejo possibilidade alguma e em lugar nenhum!
Eu procuro, busco, tento expandir minha mente, respirar fundo e não pirar (essa é minha única prioridade, e estou falhando de forma miserável).
Deito todas as noites e penso: sei que minha vida não acaba aos vinte. Mas os vinte anos não progredidos estão acabando comigo dia após dia.
Me sinto estagnada.

Até cinco meses atrás eu estava andando de mãos dadas com um rapaz no shopping, segurando uma cesta que ele me deu como presente de aniversário, com meu emprego -ainda- estável, minha faculdade estava ótima e conseguia conviver e conversar com as pessoas dentro da minha casa. Estava rodiada de “amigos” o tempo todo feliz. Realizada. Emocionalmente estabilizada.
Agora estou sentada na minha cama, noite fria (tanto lá fora quanto aqui dentro), minha insônia voltou, não estou mais com aquele carinha, minha lista de amigos foi reduzida para menos de cinco, não tenho emprego e consequentemente nem estudo mais.
Estou aqui, escrevendo, chorando. Não consigo nem sair do meu quarto!
Lutando com forças que nem tenho mais, para não ficar pensando em coisas ruins. Mas é inevitável.
Já me cansei das pessoas me falarem “vai ficar tudo bem ok? É só uma fase. Você vai encontrar algo!”
Mas quando??? A espera está me matando!
Durante cinco dias da semana saio em busca de emprego, processo seletivo, ou vou a casa da minha irmã pra tentar distrair um pouco. Mais uma vez, falho na missão.
Não tenho mais pra onde correr.
Não produzo, não me mexo, não consigo nem tratar as pessoas de forma decente. Ultimamente estou deixando todo mundo falando sozinho. Sumo durante horas e apareço por dois minutos como se nada tivesse acontecido. E então me escondo novamente.
Não durmo, não como. Não vivo. Só existo.
E repito: me sinto extremamente fracassada!
A única coisa que me resta é esse espaço. Onde de alguma forma tento esquecer de toda situação que me encontro. Porém mais uma vez, falho o tempo todo.