terça-feira, 14 de março de 2017

Estranhas



Tudo bem, acho que ficou bem claro que você entendeu o meu recado.
A amizade esfriou. E sendo bem sincera, a culpa não foi minha (mas óbvio que tu não vai admitir isso).
Sempre tive o costume de ser uma pessoa muito predisposta, a amiga que pra oque precisa é só chamar.
Bom, esse meu jeito com algumas pessoas havia recíprocidade - pra falar a verdade apenas com uma única pessoa isso acontece - já alguns usavam isso a seu próprio prazer.

Sinceramente eu nunca fui de ligar muito pra esse lance de troca de favores, até porque eu gosto de ajudar as pessoas que eu gosto. Não me importo com o termo louca no qual me falam sempre.
Mas então o tempo foi passando e aprendi a observar melhor, percebi que tinha gente fazendo desfeita mas tinha a audácia de vir falar comigo quando precisava de algo.
Tive que aprender a dizer Não!

Você foi uma dessas pessoas, mas por escolha sua. E talvez tu nem percebeu que estava fazendo isso. Afinal tua vida mudou muito e agora suas prioridades são outras.
Dói muito ver que agora não estou no topo da lista de pessoas preferidas. Era um bom costume saber que estaria lá, assim como você também estava na minha.
Porém mais um vez fui deixada de lado. Consequentemente reagi a sua decisão.
Aos poucos percebia que minha companhia não era mais tão preciosa, as conversas só giravam torno de ti, quando eu abria a minha boca pra falar algo eu só tinha críticas como retorno.
Mas sempre tinha aquele dia “Amiga me ajuda com tal coisa?”.
Foi duro aceitar o distanciamento.
Até que por conta própria resolvi agilizar o processo.
Não conversamos a dias e sinceramente não estou incomodada -pelo menos não mais - e pelo visto do lado daí também está tudo OK.

É difícil perceber que essa fase chegou sabia?
Olha passou o tempo em que acreditava em “JUNTAS PARA SEMPRE!”
Acho que o fato de ser desconfiada me preparou pra isso.
Você provavelmente fala que eu te abandonei, mas ambas sabemos da verdade né… na sua lista de tarefas preferidas eu não estou inclusa.
Sinto muito se sente trocada, mas apenas fui para o lado de quem me dá atenção. Pessoas que sabem dividir e organizar sua vida e que quando pisam na bola reconhecem e pedem desculpas.

Não reconheço mais, pra falar verdade parece que nunca nem te conheci!
Sinto muito mas deixei de ser a amiga babaca que fica aceitando migalhas do tempo das outras amigas enquanto me doava inteiramente.
Espero que um dia possamos resolver isso, mas duvido muito que tudo volte ao normal.
Então boa sorte pra você, que seu caminho seja sempre iluminado.
A gente se esbarra por aí...